logotipo

segunda maio 01 , 2017

Maestro Ivo Brandão


Iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos, com a Dr.ª Paula Noites. Após alguns anos de trabalho com o Prof. Jorge Costa, ingressou na Academia de Música de São João da Madeira. Em 1997, ingressou na Escola Diocesana de Ministérios Litúrgicos, onde trabalhou Piano, Órgão, Harmonia e Direcção Coral. Frequentou também a Escola de Música da Banda Musical de Arouca e fez parte da Orquestra Ligeira daquela Banda. Trabalhou também Percussão, com o Prof. Joaquim Alves e frequentou o Curso Livre de Percussão da Academia de Música de Espinho, sob orientação do Prof. Hugo Vieira. Concluiu o 5.º grau, na classe de Guitarra Clássica do Prof. Augusto Pacheco, na Academia de Música de Vilar do Paraíso. Integrou a Orquestra de Guitarras daquela Academia, sob a direcção do seu professor, tendo participado em vários concertos, destacando-se: FNAC Vila Nova de Gaia, Casa de Portugal em Paris   Plaisir), Casa da Música e Europarque.


Fez parte do Coro de Câmara de São João da Madeira, sob a direcção do Maestro António Sérgio Ferreira. Participou na preparação e apresentação de várias obras corais-sinfónicas, destacando-se o «Requiem» de Maurice Duruflé, «Sinfonia n.º 9» de Beethoven, «Prometeu, ou o Poema de Fogo» de Alexander Scriabin e o «Requiem» de João Domingos Bomtempo. Teve oportunidade de ser dirigido por maestros como António Sérgio Ferreira, Miguel Graça Moura, Cesário Costa, António Vassalo Lourenço, José Ferreira Lobo, Osvaldo Ferreira, Pedro Monteiro, Artur Pinho e Pedro Neves, com várias orquestras, destacando-se a Nacional do Porto, Filarmónica das Beiras, Orquestra do Algarve, Orquestra Clássica de Espinho e Aproarte.


Como percussionista, participou também em vários concertos com a Orquestra do Norte.

Actualmente é aluno de órgão do prof. Nicolas Roger.

Frequentou o Curso Nacional de Música Sacra, sob a orientação do Cónego Dr. Ferreira dos Santos, na vertente de Direcção Coral.

Licenciou-se em Comunicação Social, na Escola Superior de Jornalismo do Porto.

Venceu o concurso Novos Criadores 2005, promovido pela Câmara Municipal de S. João da Madeira, na categoria de Música, com a obra «Banda Sonora para o filme de uma Cidade», e, com o quarteto jazz D’Arc, classificou-se em 2.º lugar na Gala Novos Talentos do Casino da Figueira.

Desde Abril de 2006, tem a seu cargo a direcção musical do Orfeão de Arouca.

É aluno da licenciatura em Música (Teoria, Direcção e Formação Musical) na Universidade de Aveiro.