logotipo

quinta maio 25 , 2017

Historial

Fundado no ano de 1985, por iniciativa do então director musical , Prof. Ramiro Fernandes, apresentou-se pela primeira vez em público, em Arouca, em 1986 , na festa de D. Bosco . Constituiu-se  em Associação de direito privado em 02/08/95 e é formado por cerca de 35 elementos.


Interpreta música polifónica de compositores nacionais e estrangeiros , divulga “Cramóis” que estão recolhidos no Cancioneiro de Arouca, canta as Janeiras e entoa música religiosa em festividades e casamentos.
Organiza Encontros de cantadores de Janeiras e de Coros em Arouca. Neste ano de 2010 foi o XXIV de Janeiras e será o 3º Encontro de Coros Nádia Oliveira, (XIX) Encontro de Coros de Arouca).
O I Encontro de Janeiras data de 1987 e o I de Coros de 1992, sempre realizados no terceiro sábado de Janeiro e primeiro de Junho, respectivamente.


Como Coro tem exibido as suas obras em diversos distritos de norte a sul do país. Participou também no encerramento das comemorações do 25º aniversário do Coro da Sé Catedral do Porto , juntamente com 14 Coros da Diocese, num total de 450 elementos, com a cantata “ O Paraíso”, obra para o grande Coro e Orquestra do Cónego Ferreira dos Santos.
Esteve duas vezes na RTP. Em 16 de Fevereiro de 1996 no programa de José Hermano Saraiva e em 02 de Janeiro de 2004 no programa Praça da Alegria.


Maestro e actual director musical: Ivo Brandão.
Ensaia duas vezes  por semana na Casa da Cultura de Arouca , não tendo sede própria .